DISCORDANCIA

José Araujo de Souza

Había,
en un lugar que nunca he visto,
una mirada perdida
esperando otra mirada.
Con el paso del tiempo
y la llegada del invierno,
la mirada se apagó.
Cuando fué
la mirada esperada
llegó silenciosamente,
sin que nadie lo viera.
Así es como se ven los dos
se han reunido
y me perdí
desesperadamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s