ENTRE O REAL E A FANTASIA

José Araujo de Souza

Se no meio da noite, o luar reflete

na gota de orvalho e o meu olhar assiste,

surge a saudade e a solidão promete

fazer, no peito, o coração mais triste.

Se no entardecer, quando o sol se esconde

entre as nuvens, minha lembrança voa

de encontro ao passado, hoje já tão longe,

deixo vagar meu pensamento, à toa.

E assim, vagueio, entre o real e a fantasia,

como quem busca algo inexistente

e dependesse disso a sua própria vida.

Como verdade, eu só tenha a certeza

de que em toda a vida, vou vier somente,

vagando entre  a alegria e esta tristeza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s