CAPRICHO

José Araujo de Souza

Fiz

reli

desfiz

refiz

e depois rasguei com raiva

o poema mais lindo que consegui fazer.

Mas guardei na lembrança

a imagem da musa.

Um dia,

quem sabe sem querer

ou por simples prazer

eu possa fazer

novamente

o poema

que fiz

reli

refiz

desfiz

e que um dia será eterno.

Porque foi lindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s