Inocencia


Adolfo Casais Monteiro

Yo que busco la paz y la odio,
que sueñan los babilonios, sabiendo ya
el cansancio que tendré,
Amo todo … y no quiero nada,
aunque siempre buscando algo mas,
¿De dónde saco todavía la fuerza de mis brazos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s