The beauty of this cool mountain range (1668)

Luís Vaz de Camões

(Sonnet 136)

The cool fresh mountain range,
and the shade of the chestnut greens,
the gentle walk of these streams,
whence all sadness flows;

the hoarse sound of the sea, the strange land,
the hiding from the hills by the sun,
the gathering of the final cattle,
from the clouds through the air the mild war;

in short, everything that the rare nature
with so much variety it offers us,
is hurting me (if I don’t see you)

. Without you, everything disgusts me and bores me;
without you, I’m perpetually passing
in the joys mores, mor sadness.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s