Remador no PoeMar

Raphael Gomes

Rema Remador…

Um horizonte te espera

Em agonia, em Quimera?

Em espumas de amor…

Rima Rimador…

O teu verso não espera

Pois teu verso: é deus – é guerra!

Verso-Leviatã de Dor…

Rema Rimador…

Busca a palavra perdida

No horizonte estendida

Em inalcançável fragor!

Qual poente amante

Céu e mar arfantes

Em delírio. Ó Estupor

De homens sem horizontes…

Faz tua rima remar À Ilha do Amor

54 II PRÊMIO PROEX/UFPA DE LITERATURA

Ao Firmamento do Mar

Ai Moby Dick em furor!

Faz teu remo rimar…

Com a castidade do mar

Concha aberta em rosário

Peixes abrindo em flor…

Então rema rimador…

Sobre o túmulo sacrário

A coroa encimada na fronte…

Pois é sempre no horizonte

Que rimar rima com dor

E o reMar

rima

com

O

poeMar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s