É GOL

FUT NA GRANJA COMARY | Brahma

A bola sobe, vinda da direita,

da marca do córner, junto da torcida

calada, tensa, assustada até,

de onde o lateral a lança, precisamente,

com um torpedo no pé.

Com um floreio numa réstia de luz

fica solta no ar e, levemente, desce.

Dentro da área, bem na porta da meta

começa a luta pela sua posse.

Os defensores quase em desepero

tentam impedir que os atacantes subam.

Mas, num relance um corpo se projeta,

uma cabeça para o céu aponta

e como um corisco, testa a redonda

que aninha na rede, bem acima, no ângulo.

O pobre goleiro, como ave agonizante

Apenas olha, as mãos sobre a cabeça.

Na arquibancada a torcida se agita

e pula e grita num estádio louco,

enquanto o clocutor, na euforia  do lance

o grito estica, rouco:

É Goooooooollllllllllllllaaaaaaaaaççççççooooooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s