CARTAS A MINHA FILHA III

Praia, Sênior, Homem, Masculino, Andar

Ju,

estou chegando da praia.

Fiquei no litoral do Espírito Santo exatamente cinco dias. Maravilhosos cindo dias. Bom demais da conta. Estava muito cansado mas  agora estou completamente recuperado. Pronto para recomeçar o meu trabalho. Fôlego novo adquirido à beira do mar.

Não há nada mais bonito, Ju, que uma noite cheia de estrelas vista da areia de uma praia. A imensidão do mar se unindo à imensidão do céu coberto de pontinhos luminosos piscando, piscando lá no alto. O leve ondular das águas nos embala num ritmo lento e nos faz imaginar toda a Terra a balançar, levemente. É o mundo que balança. É o mundo que nos balança, nos embala e acalma como se nos abraçasse com carinho.

Pela manhã o mar se mostra verde iluminado pelos raios do sol. Sua água nos acolhe morna e salga a nossa pele enquanto o sol nos bronzeia. Eu, filha, que sou muito branco, não me sinto bronzear, mas assar literalmente. Como queimo! Como fico vermelho! Como arde o meu corpo nos primeiros dias. Depois, sou outro papai. Queimado de sol. Rejuvenescido.

Do apartamento posso ver uma parte da praia. Areia e mar se misturam.

O cheiro do mar é diferente de todos os cheiros, sabia? Não, você não sabe, filhinha. Você não sentiu esse cheiro. Você não viu a brancura da areia na praia nem o verde ou azul das águas, no mar. Não sentiu o balanço das ondas nem apanhou conchinhas na areia quando a maré reflui. Nem estrelas-do-mar afundadas no barro da praia. Ah, o cheiro. Você nem sentiu esse cheiro adocicado, enjoativo, mas tão marcante, do mar. Você não viu o mar. Seus olhos, tenho certeza, se abririam espantados e encantados ao vê-lo. Não existem olhos de alguém no mundo que não se espantem e se encantem ao ver, pela primeira vez, a imensidão do mar. Ah, como eu gostaria de ter visto, presenciado e testemunhado o seu espanto!

Senti tanto a falta de sua mãe! Sabe, Ju, nós nunca estivemos juntos à beira do mar. Não tivemos oportunidades. Não é bom se estar sozinho em uma praia. A grandeza do mar, a curvatura da terra se perdendo no horizonte sem fim, as ondas quebrando aos nossos pés, o calor da areia, a brisa a nos envolver, tudo isso é para ser vivido acompanhado, não sozinho. Ah, como senti falta de sua mãe. Prometi a mim mesmo que nunca mais, mas nunca mais mesmo , voltaria a ficar solitário à beira do mar.

Sabe de uma coisa, Juliana, mesmo estando inebriado da paz que me vem do mar, embriagado pelo encanto da região, ainda não me senti perfeitamente feliz. À noite, uma tristeza tomava conta do meu ser. Todas as noites eu sofri em silêncio. Em solidão. Sem ter alguém para desabafar. Ah, como a solidão da noite me deprime e como a solidão, à noite, me consome. Não vou me acostumar nunca a estar só nas minhas noites. Sempre concordei com a idéia de que as noites são próprias para o descanso do dia. Mas é impossível descansar o cansaço do dia quando estamos sós, toda a noite. Não há nada melhor que dormir de gancho.

Creio que o encantamento dos momentos passados à beira mar levarão muitos dias para terminar. Poderei com certeza, por algum tempo, mesmo não estando mais lá, fechar os olhos e aspirar a brisa marinha. Poderei, com certeza, sentir na pele o calor gostoso dos raios do sol, mesmo quando sentado em minha mesa, na sala fechada e escura do meu trabalho. Poderei, com certeza, deitar à noite o meu corpo sobre o meu leito e contar as estrelas no céu além do teto do meu quarto. E vê-las piscando, piscando, como vaga-lumes na noite escura de cidade do interior. Ah, como é bom saber que mesmo tendo regressado, trouxe um pouco da mansidão, da paz, da beleza, do encanto do mar comigo. Pena que irá se perdendo aos poucos, até se perder de vez na minha lembrança no meu dia a dia.

Bem, filha, por hoje acho que é só. Enquanto escrevia consegui viver outra vez um dia na praia. Foi muito bom

Beijos amorosos e saudosos do

Papai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s